Fluência em inglês

Fluência em inglês: 11 carreiras incríveis para quem tem domínio da língua

Conhecimento é poder! No mercado de trabalho, esse poder se traduz na possibilidade de conquistar cargos mais elevados na hierarquia das empresas e também em um salário maior. Mas para ter esse resultado, não basta colecionar diplomas de faculdade ou pós-graduação. A fluência em inglês também é um requisito muito importante para quem quer se destacar.

Por isso, neste post nós vamos explicar de que forma o domínio de uma segunda língua pode diferenciá-lo de outros profissionais e garantir excelentes oportunidades. Depois, você vai conhecer as carreiras em que a fluência em inglês é fundamental. Confira!

Como a fluência em inglês impacta na carreira?

Hoje em dia, o inglês é considerado a língua internacional. Por isso, pesquisas de grande importância em diversas áreas do conhecimento são publicadas neste idioma. Isso também acontece com artigos e livros que trazem conceitos inovadores para as diferentes profissões e que nem sempre são traduzidos.

Assim, quem domina o inglês já sai na frente de outros profissionais. Essa pessoa consegue adquirir um conhecimento que seus competidores no mercado não têm. Para o candidato que disputa uma vaga, esse é um enorme diferencial, pois possibilita demonstrar o domínio de novos conceitos e práticas.

Mesmo para quem já está inserido no mercado de trabalho, essa capacidade de obter conhecimento devido ao domínio do inglês é muito útil. Afinal, essa pessoa tem condições de aplicar conceitos inovadores e apresentar uma performance muito melhor. Dessa forma, a empresa passa a valorizar esse profissional.

A fluência em inglês também possibilita a participação em programas de formação e eventos em outros países, como cursos de especialização, workshops e congressos. Assim, ela traz conhecimento fresquinho para a organização e pode colocá-la à frente dos concorrentes no mercado.

Finalmente, a fluência em inglês ajuda profissionalmente. Ela abre as portas da empresa para o mundo. Sua habilidade para se comunicar em outras línguas facilita operações de exportação, bem como a negociação com fornecedores de outros países. Então, essa capacidade maximiza os lucros do negócio.

Portanto, o fato é que, seja qual for o cargo, dominar esse idioma ajuda a pessoa a adquirir conhecimento e conseguir certificações. Essa qualificação melhora o desempenho, o que faz com que o mercado exija cada vez mais esse requisito para contratar profissionais.

Para quem tem domínio de um segundo idioma, isso significa apenas vantagens e valorização no mercado. As pesquisas confirmam esse dado: o salário médio é cerca de 61% maior quando a pessoa tem fluência em inglês!

Fluência em inglês

Quais são as carreiras que mais dependem da fluência em inglês?

Se para qualquer profissional a fluência em inglês é um up no currículo, em algumas carreiras específicas o domínio da língua é essencial. Selecionamos X cargos que exigem esse requisito, mas que também oferecem contrapartidas muito interessantes para quem é qualificado. Veja quais são!

1. Turismo

O turismo é uma área de atuação muito ampla e complexa. Ela exige que os profissionais sejam qualificados para planejar, organizar e divulgar viagens, eventos e outras atividades relacionadas ao lazer das pessoas.

Essas pessoas podem trabalhar em agências especializadas e também em órgãos públicos. É comum, por exemplo, cidades com diversas atrações turísticas criarem uma secretaria ou designarem pelo menos um funcionário para cuidar dessa área. Ele deve divulgar as opções que o local oferece e atrair visitantes.

Nas mais diversas funções relacionadas ao setor de turismo, a fluência em inglês é um diferencial importante.

Como você pode imaginar, alguns profissionais do turismo até conseguem trabalhar na área sem dominar o inglês. Porém, eles ficam com uma atuação muito limitada.  Para um guia turístico em uma cidade que recebe muitos estrangeiros, por exemplo, é importante saber se comunicar nessa língua.

O mesmo acontece com quem precisa planejar roteiros, entrar em contato com hotéis e companhias aéreas, negociar datas e valores de passeios fora do país e até mesmo solucionar problemas que clientes enfrentam quando estão viajando. Eles também recebem pessoas de várias nacionalidades. Portanto, a fluência em inglês é fundamental para realizar essas tarefas!

2. Comércio exterior

Essa é uma área da economia que tem crescido muito e, como resultado, oferece excelentes vagas de trabalho. Afinal, desde a globalização, nós compramos muitos produtos de outros países e também fornecemos muitas mercadorias para o mundo inteiro.

Além desse movimento feito pela globalização, hoje existem muitas iniciativas para incentivar a internacionalização de pequenas e médias empresas. Por isso, a tendência é que a área cresça cada vez mais.

Porém, para atuar no comércio exterior, existe um requisito básico: fluência em inglês. Aliás, em muitos casos, as empresas também exigem o domínio de uma terceira ou mais línguas. Portanto, se você pretende trabalhar nesse mercado promissor, o inglês é o primeiro passo.

3. Engenharia

Você sabia que, para um engenheiro, ter fluência em inglês é um grande diferencial?

Várias multinacionais que atuam nessa área vêm para o Brasil e, quando chegam aqui, não encontram profissionais que consigam se comunicar com o alto escalão ou com os colegas da matriz porque não dominam o idioma. Para elas, essa é uma enorme dificuldade operacional. Para os engenheiros, custa a perda de uma excelente oportunidade de trabalho.

Além disso, muitas multinacionais têm interesse em levar engenheiros brasileiros para outros países. Isso é muito comum na área de Engenharia Civil, por exemplo. Mais uma vez, o obstáculo para isso pode ser a língua.

Porém, no caso dos engenheiros, é importante que eles não dominem apenas o inglês usado no dia a dia. Também é importante que eles conheçam o vocabulário técnico relacionado à sua profissão.

4. Tecnologia da informação (TI)

Atualmente, essa é uma da áreas com maior escassez de profissionais no Brasil e no mundo. Sabe o que isso significa? Que o pessoal qualificado que trabalha nesse setor pode ter muitas oportunidades de trabalho, tanto no país quanto fora dele.

Porém, para aproveitar essas oportunidades no exterior, mais uma vez, é necessário demonstrar fluência em inglês. Mas se você pensa que esse é um requisito apenas para quem quer trabalhar fora do país, está enganado!

As gigantes da tecnologia estão em todo o mundo. O mesmo acontece aqui no Brasil. Por isso, o profissional que trabalha em uma empresa ligada ao setor precisa ter domínio da língua para conversar com os colaboradores da matriz e outras filiais espalhadas pelo mundo afora. Além disso, o inglês é fundamental para que ele se mantenha atualizado.

Esse é um mercado que muda muito rápido. Surgem novas tecnologias a cada dia. Portanto, não dá para o profissional esperar que um livro sobre uma dessas inovações seja traduzido. Se ele domina a leitura em inglês, ele terá acesso a essas informações muito mais rápido. Logo, conseguirá fazer o que seus concorrentes não fazem.

E não é só isso: a maioria dos softwares e programas que esses profissionais usam o inglês. Portanto, conhecer essa língua permite que eles aproveitem todas as funcionalidades dessas ferramentas, evitem erros e tenham uma performance muito melhor.

5. Mídias digitais e Marketing

Muitas das atividades relacionadas à mídia e ao Marketing estão migrando para o universo digital. Portanto, o profissional da área precisa lidar com ferramentas e plataformas desenvolvidas em inglês, como o Facebook, Instagram, Twitter e serviços de anúncios, como o oferecido pelo Google.

E não é só isso! Quem entende da área sabe que várias empresas que produzem essas ferramentas, como a SemRush e a Moz, produzem muito conteúdo para ajudar os profissionais a terem uma performance melhor. Porém, todo esse material é disponibilizado em inglês.

Portanto, quem é fluente em inglês consegue aproveitar esse conteúdo, aplicá-lo e se destacar no mercado. São artigos, cursos e webinars que mostram como o profissional pode maximizar os resultados das marcas usando cada vez menos recursos. Assim, o domínio desse idioma também faz uma grande diferença para mantê-lo atualizado e competitivo!

6. Desenvolvimento Web e Apps

Não dá para negar que hoje em dia o mundo é movido pela web. Nós resolvemos praticamente toda a nossa vida por meio do computador e dos smartphones, nos quais temos aplicativos para tudo: pedir comida, chamar transporte, controlar as finanças, acessar o banco, nos comunicarmos…

Portanto, esse também é um mercado em franca expansão. E mais: a tendência é que esse crescimento continue acelerado, já que os sites e apps fazem parte das nossas vidas.

A fluência em inglês é um dos requisitos importantes para os profissionais dessa área. Mais uma vez, ela facilita o acesso a materiais de estudo, permite a atualização frequente, a comunicação com outras pessoas que atuam no setor e assim por diante.

Fluência em inglês

7. Relações Internacionais

Assim como no Comércio Exterior, a fluência em inglês não é um diferencial para essa carreira — trata-se de um requisito elementar. Embora alguns dos profissionais da área trabalhem aqui no Brasil, eles se relacionam com pessoas, empresários e autoridades do mundo inteiro. Portanto, precisam se comunicar muito bem nesse idioma.

8. Ensino Superior

Embora o Ensino Superior não se relacione a nenhuma área específica — afinal, é preciso ter professores para as faculdades e pós-graduações em todos os cursos — essa também é uma carreira em que o inglês é fundamental.

Isso acontece porque o papel da universidade não é só ensinar. Ela também tem outros dois compromissos: promover a extensão universitária e principalmente, realizar e divulgar pesquisas junto à comunidade científica. É justamente nesse ponto que o domínio do inglês se mostra essencial.

Como você sabe, as principais publicações científicas do mundo são escritas em inglês. Portanto, o profissional que precisa saber as últimas novidades de sua área realmente deve dominar esse idioma. Só assim ele terá condições de transmitir um conhecimento atualizado nas aulas e de usar esses dados para embasar, orientar e facilitar sua pesquisa.

As exigências não param por aí. A comunidade científica e a própria universidade também espera que esse professor / pesquisador publique em revistas conceituadas de sua área de atuação. Inclusive, a faculdade depende dessas publicações para conseguir verbas. Então, é um assunto de extrema importância.

Isso significa que o professor de Ensino Superior precisa dominar o inglês para produzir um material digno de ser publicado nessas revistas. Dessa forma, ele difunde conhecimento e confere prestígio para sua própria carreira e para a universidade onde trabalha.

9. Administração

Mais uma vez, a grande necessidade dos profissionais de Administração está relacionada à globalização. Afinal, desde que se tornou possível comprar e vender do mundo inteiro, quem ignora a possibilidade de internacionalização perde muito dinheiro.

Por isso, o profissional de Administração precisa estar preparado para negociar em escala mundial. É no mercado exterior que ele encontrará novos fornecedores e clientes. No primeiro caso, ele vai garantir a redução nos custos de produção, tornando seus produtos mais competitivos. Já quando se trata de consumidores, a consequência óbvia é o aumento nas vendas.

Já não dá para o administrador falar apenas o português. Para fazer a empresa atual crescer ou para ter oportunidades em organizações maiores, ele precisa ter fluência em inglês. E não adianta dizer que isso só se aplica a grandes negócios. Há fábricas artesanais vendendo rapadura na Europa, por exemplo. Então, essa necessidade não pode ser ignorada.

10. Contabilidade

Se quando você pensa em Contabilidade você só imagina números, está na hora de rever seus conceitos! Para sua surpresa, para esses profissionais também pode ser muito vantajoso aprender a falar inglês. Quer saber o porquê?

Hoje em dia, existe uma preocupação crescente em fazer com que as empresas atuem dentro de determinados limites éticos e morais. Estão surgindo muitas iniciativas no sentido de estabelecer normas e exigir que as organizações se adequem a elas para terem um bom nome no mercado. Só assim elas conseguem estabelecer contratos com outras empresas de grande porte.

Algumas dessas normas também se aplicam à gestão financeira do negócio. Elas estabelecem um padrão e o objetivo é fazer com que as normas contábeis locais (do país) estejam em conformidade com as normas internacionais.

Assim, mais uma vez caímos na questão da globalização: as empresas não mais compram e vendem somente no mercado local. Elas fazem negócios com organizações de outros países e continentes. Portanto, elas querem ter a certeza de que existe uma conformidade entre as práticas de um lugar e de outro, garantindo a atuação ética, a alta qualidade e principalmente a transparência.

O profissional de Contabilidade é um dos grandes envolvidos nesse processo de conformidade. Portanto, ele precisa conhecer essas normas, que são publicadas em inglês. Além disso, faz parte de sua rotina examinar documentos de empresas de outros países para ver se existe essa conformidade, conversar com seus gestores e promover os acertos necessários até que tudo esteja de acordo com as regras.

11. Tradução e interpretação

Não poderíamos terminar o post sem falar da profissão que se dedica exclusivamente a ajudar pessoas que se comunicam em línguas distintas: a tradução e interpretação.

O tradutor tem várias áreas de atuação. Uma delas é a tradução de textos.  Isso envolve livros e artigos para editoras e pessoas comuns, mas também existem os profissionais juramentados.

O trabalho deles é exigido sempre que pessoas precisam traduzir documentos estrangeiros para realizar procedimentos “oficiais”. Alguns exemplos são a obtenção de cidadania e contratos com negócios no exterior, bem como históricos escolares e diplomas universitários.

Porém, hoje em dia o tradutor tem outras áreas de atuação. Ele pode ser requisitado para facilitar a comunicação de uma empresa com parceiros estrangeiros, para atuar como intérprete de um palestrante e até mesmo para criar legendas para filmes e seriados. Não seria interessante trabalhar nessa área?

A própria Netflix busca por tradutores profissionais para auxiliar no dia a dia da empresa, entregando a melhor qualidade possível de seu conteúdo para os clientes.

Alguns brasileiros inclusive já foram contratados pela empresa, para trabalharem de casa, em esquema home office, como tradutores. Legal, né?

Quando se fala em traduções simultâneas e interpretação, é essencial que o profissional tenha fluência em inglês. Ele deve dominar muito bem o vocabulário, a gramática e principalmente as expressões que as pessoas usam no dia a dia.

Viu quais são as carreiras que dependem da fluência em inglês? Entendeu que essa habilidade pode ser um diferencial importante mesmo para os profissionais que trabalham em outros setores? Então, que tal começar a investir em você e no seu futuro agora mesmo? Conheça nossos cursos de inglês para adultos e descubra como acelerar seu domínio do idioma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *